Você está aqui!
Paulista Feminino: CAPITÃ DO RIO PRETO PEDE DEDICAÇÃO NA FINAL E REENCONTRA ‘VELHAS CONHECIDAS’. Futebol Notícias 

Paulista Feminino: CAPITÃ DO RIO PRETO PEDE DEDICAÇÃO NA FINAL E REENCONTRA ‘VELHAS CONHECIDAS’.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Quando a meio-campista Suzana, capitã do Rio Preto, entrar em campo contra o Santos pela final do Paulista Feminino, terá a chance de conquistar o segundo título estadual para a equipe, o quinto em sua carreira. Além do troféu inédito para o clube conquistado em 2016, a experiente jogadora soma outros três, garantidos não no interior do estado, mas no litoral, quando defendia as adversárias deste sábado (7).

Depois de quatro anos atuando pelo Rio Preto, no início de sua trajetória nos gramados, a jogadora chegou ao clube alvinegro em 2002, no qual permaneceu até 2011. Nesse período, participou das conquistas do Campeonato Paulista em 2007, 2010 e 2011, e atuou junto com atletas que agora estarão do lado oposto na disputa pela taça.

Resultado de imagem para suzana rio preto futebol feminino

“Para mim é uma honra ter jogado lá. Tenho muitas amigas no Santos, muitas companheiras que hoje estão do lado de lá. Tenho um carinho muito grande pelo clube, pelas jogadoras e pelo Modesto (presidente do Santos), que é um cara que incentiva muito o futebol feminino, mas agora cada uma vai defender o seu lado”, relembrou Suzana.

Ao fim do projeto do futebol feminino no Santos, Suzana retornou ao Rio Preto em 2012 e nunca mais saiu de lá. Em sua volta, encontrou um cenário bem diferente daquele de 1999, quando chegou ao clube pela primeira vez, ainda aos 18 anos. Hoje, mais experiente, a jogadora destaca o crescimento da equipe na modalidade e não deixa de lado a relação pessoal com o clube que a revelou.

Resultado de imagem para suzana rio preto futebol feminino “É um lugar que gosto muito de jogar e é claro que fica uma identificação. Hoje o Rio Preto é um time que é referência no futebol feminino, que tem sempre chegado com bastante força nas decisões dos últimos anos para disputar títulos contra equipes grandes”, disse a atleta, que além da conquista estadual em 2016, participou da campanha que rendeu o título brasileiro em 2015.

Experiência e decisão
Aos 36 anos, a capitã conta que não se isenta do papel de orientar as companheiras de elenco e não hesita na hora de apontar o que não pode faltar no momento decisivo: dedicação. “Se eu, nessa idade, estou correndo, elas com 20, 21, 22, têm que correr o dobro”, disse, acrescentando a ‘receita’ para se manter competindo em alto nível. “A questão é cuidar do corpo e se preservar, não beber, não fumar… O nosso corpo é como uma máquina e conforme o tempo, algumas coisas vão mudando, não tem jeito, então precisa se cuidar”.

Segundo Suzana, é com esse espírito que a equipe entrará em campo neste sábado (7), às 16h, na Vila Belmiro para buscar o título. “A gente pode até não estar bem tecnicamente naquele dia, mas nunca pode faltar vontade. É o que eu falo para as meninas: se naquele dia eu não estiver legal ou se não for para dar o meu melhor, se eu não for correr, é melhor nem entrar”, concluiu.

Fonte/Reprodução: Site Oficial da F.P.F – Federação Paulista de Futebol / Por: Beatriz Pinheiro / Fotos: Divulgação
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Posts relacionados

Deixe um comentário

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×